16 novembro 2014

Suspiro final dá empate

video

Académico Viseu - Avanca 3:3
Golo Académico Viseu: Tiago Salgado (28 e 70+3 min), Nené (70+2 min)
Golo Avanca: Patrick (23 min), Queirós (43 min), Semedo (54 min)
Académico Viseu: Tomé, Diogo Pereira, Filipe, Lourenço, Marco, Vasco (Diogo Matos, 56 min), Diogo, Nené, Rúben, Bacalhau (João, 45 min) e Tiago Salgado.
Suplentes não utilizados: Pedro Santos, Leandro, Costa, Pedro Vilanova, Edu.
Treinador: Santos.
Avanca: Gonçalo, André, Costa, JP, Nené, João Pinto, Queirós, Farias (Pacheco, 70 min), António (Semedo, intervalo), Patrick (Amaral, 58 min)  e Proença.
Suplentes não utilizados: Leandro, Rui.
Treinador: Nuno Tavares.
Cartão amarelo: 
Avanca: António (26 min), André (59 min)
Árbitro: André Santos, Auxiliares: Fernando Nunes e Fábio Nunes. (A.F. Vila Real)
video

Este é um jogo que assume-se bastante importante para as intenções academistas na luta pela manutenção, onde uma vitória se assume vital para tal ambição.
Aos 3 minutos grande ocasião para a equipa forasteira quando Nené aparece isolado perante Tomé que faz uma enorme defesa a evitar o golo contrário. Lance que contudo devia ter sido anulado por fora de jogo do avançado forasteiro.
Cabe aos academistas a maior percentagem de posse de bola conseguindo empurrar a equipa do Avanca para terrenos próximos da baliza defendida por Gonçalo. Contudo o Avanca parece estar a controlar da melhor forma a "guerra" do meio campo.
Aos 18 minutos Rúben remata forte mas sem a melhor direcção. Cinco minutos Patrick ganha o lance em zona proibitiva e ao entrar na área é derrubado pelo defesa academista.
Chamado a marcar Patrick marca da melhor forma e consegue o golo que coloca a equipa forasteira na frente do marcador.

Aos 28 minutos, cruzamento de Marco para a pequena área forasteira, onde aparece Tiago Salgado a encostar para o golo do empate. Quatro minutos depois livre de Nené a passar perto da barra da baliza forasteira.
Aos 34 minutos Patrick centra atrasado para António aparecer a rematar vendo Tomé a esticar-se e fazer grande defesa a evitar o golo da equipa do Avanca.
Chega-se ao intervalo com um empate no marcador.

A segunda parte começa com ambas as equipas a procurarem o golo que lhes dê a vantagem na luta pela vitória final.
Desta vez cabe à equipa do Avanca a maior percentagem de posse de bola e corolário disso surge o golo de Queirós que aproveita as liberdades dadas no sector defensivo academista e remata para o golo que coloca novamente a equipa forasteira na frente do marcador.
Aos 49 minutos Patrick desmarca Nené para este rematar perto da baliza academista.
No minuto seguinte Farias aproveita as muitas facilidades dadas pelos academistas para libertar Nené que não consegue o melhor remate.
Aos 53 minutos Nené marca o canto para Filipe cabecear um pouco ao lado da baliza forasteira.
Nova falha no sector defensivo com Patrick a superiorizar-se ao defesa academista e com boa leitura de jogo desmarca Semedo que ao segundo poste faz o golo. Missão muito complicada para os academistas.

O Avanca controla por completo a partida e os academistas parecem mostrar os braços caidos mas viriam a conseguir o 2º golo quando num livre Nené bate bem o mesmo conseguindo fazer a bola ultrapassar a barreira e anichar-se nas redes forasteiras.
No minuto seguinte novo golo viria a surgir para os academistas quando Nené centra para o interior da área onde Filipe cabeceia e Tiago Salgado confirma o golo.
Que jogo de loucos este onde com uma vantagem que parecia ser sólida a equipa do Avanca vê a vitória fugir-lhes no espaço de 52 segundos.
Arbitragem com missão complicada e bastante contestada pelos adeptos forasteiros, ficando a dúvida em dois lances um de uma pretensa grande penalidade e outro no lance final do golo que dita o empate dos academistas na partida mas onde a melhor posição lhes dá o benefício de dúvida no juízo dos mesmos.
Out: gestão de vantagem forasteira. O Avanca sai de Viseu com um amargo de boca pois a três minutos do final da partida se encontrava numa posição vantajosa onde detinha uma vantagem de dois golos. Contudo os jovens forasteiros não conseguiram gerir da melhor forma a mesma a num minuto deitaram fora uma vantagem preciosa.
In: acreditar academista. Apesar de uma situação delicada na posição classificativa e mesmo neste jogo, quando à entrada dos descontos se viam com uma desvantagem de dois golos, os academistas acreditaram que ainda conseguiriam alcançar o empate e foi mesmo isso que aconteceu. Em apenas 52 segundos obtiveram dois golos fruto de um querer e crença que poderá ser o clique na competição.

Outros resultados:
Gondomar - Oliveirense 0:3
Feirense - Repesenses 2:2
Sanjoanense - Gafanha 0:1
Fiães - Beira Mar 0:3
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Feirense1273221924
Sanjoanense1273218724
Oliveirense1273219722
Gafanha12642151122
Fiães12462131018
Avanca12345162413
Repesenses12246131910
Gondomar121657159
Beira Mar1223713239
Académico Viseu1206611216