22 fevereiro 2015

Boavisteiros vencem juvenis academistas apáticos

video

Académico Viseu- Boavista 1:3
Golo Académico: Jota (38 min)
Golos Boavista: Ricardo (20 min), Edu (49 min), Guilherme (77 min)
Académico Viseu: Elísio, Cláudio, Pedro Santos, Jorge, Jota, Bié, David, Gonçalo (Diogo Lourenço 78 min), Caramelo, Ângelo e Simão (Diogo Ribeiro, 70 min).
Suplentes não utilizados: Diogo Correia, Gonçalo Costa, Pedro Amaral.
Treinador: Roger.
Boavista: Fábio, Rio, Lucas, Tiago Pessoa, Paulinho, Tomás (Igor, 64 min), Henrique, Rúben Gonçalo, Edu, Ricardo (Guilherme, 72 min) e António (Roberto, 56 min).
Suplentes não utilizados: Tomás Almeida, Portela, David Gomes e Kevin.
Treinador: Tavares.
Árbitro: Ricardo Moreira, Auxiliares: Ricardo Fraguito e Sérgio Gonçalves (A.F. Vila Real)

Os juvenis academistas defrontam a equipa do Boavista em mais um jogo vital para o objectivo pretendido que é o da manutenção nos Nacionais deste escalão.
Aos 4 minutos primeira ocasião para os boavisteiros quando em duas situações António obriga Elísio a grandes defesas a evitar o golo forasteiro.
No minuto seguinte é Ruben Gonçalo a rematar colocado para nova defesa do guarda-redes academista.
Muita passividade dos academistas que está a permitir à equipa boavisteira o domínio inicial da partida. A resposta academista dá-se aos 6 minutos quando ângelo aparece a antecipar-se ao defesa contrário mas  Fábio mostra a atenção para defesa atenta.
Aos 14 minutos livre marcado por Paulinho com Elísio a responder com defesa e a bola ainda embater na trave. No minuto seguinte bom cruzamento de António para o centro da área onde Rúben Gonçalo aparece a falhar o golo.
Domínio quase por completo da equipa boavisteira e aos 19 minutos é a vez de Edu rematar para defesa de Elísio.
Aos 20 minutos surge o golo que acaba por se ajustar quando António centra da melhor forma e Ricardo aparece ao segundo poste a encostar para o golo inaugural da partida.
Exibição muito descolorida dos academistas onde nem os lances de bola parada resultam.
Com o golo a partida a qualidade da partida diminui e com isso os academistas parecem equilibrar e viriam a empatar a partida aos 37 minutos num livre marcado por Jota que só para nas redes boavisteiras.
Chega-se ao intervalo com um empate penalizador para a equipa boavisteira que teve o domínio da partida sendo surpreendida com um golo de livre pelos academistas.

Aos 44 minutos remate de Paulinho para defesa de Elísio e na sobra Rio remata forte um pouco ao lado da baliza academista.
Cinco minutos muitas facilidades na defensiva academista com Ricardo a conseguir entrar na área academista e desmarcar Edu que aparece a encostar para o golo.
Tal como na primeira parte cabe aos forasteiros o domínio inicial da partida.
Aos 52 minutos remate de muito longe de Rúben Gonçalo. Sete minutos depois cabeceamento que passa muito perto da baliza academista.
A resposta dá-se aos 67 minutos num livre de Jota com nenhum dos seus colegas conseguir o cabeceamento.
Os academistas estão a equilibrar a partida. Aos 76 minutos o resultado parece ser carimbado com novo golo para os boavisteiros num lance bem conduzido por Roberto que tem um centro preciso para o recém-entrado Guilherme aparecer a encostar para o golo.
Vitória justa dos boavisteiros que dominaram por completo a partida, onde os academistas se mostraram desinspirados.
Arbitragem sem reparos.

Out: apatia academista. Os jovens academistas desde cedo mostraram uma apatia na disputa dos lances e isso fez com que os boavisteiros conseguissem facilmente ganhar os mesmos. Desta forma o domínio da partida coube quase por inteiro aos forasteiros sem deixarem que os academistas assumissem o seu jogo.
In: segurança boavisteira. Foi uma exibição bastante segura da turma boavisteira e mesmo surpreendida com o golo do empate pelos academistas conseguiram dominar a partida, materializando o seu maior ascendente na segunda parte. Disputando com muito querer todos os lances os boavisteiros conseguiram ser mais fortes ao longo da partida.
Melhor em campo: Ricardo. Foi dos seus pés que nasceram a maioria dos lances de maior perigo da equipa boavisteira. Uma exibição bastante inspirada e onde se destacam o golo e a assistência realizada para o segundo golo boavisteira. Com isso a sua exibição fica na retina e permite-lhe ser o homem em destaque nesta partida.

Outros resultados:
Feirense - Leixões 1:1
Penafiel - Paços Ferreira 1:1
Régua - Oliveirense 0:2
Clube
J
V
E
D
GM
GS
Pontos
Boavista43017543
Feirense42114241
Oliveirense43105136
Leixões41307533
P. Ferreira40224619
Penafiel41216216
Académico Viseu41125714
Régua400411110

Sem comentários: