06 junho 2015

Campeões... campeões... os Juniores são campeões...

video

Académico Viseu - Oliveira Frades 2:1
Golo Académico Viseu: Benjamim (33 min), Rafael Silva (45+1 min)
Golo Oliveira Frades: Paulo Moniz (19 min)
Académico Viseu: Elísio, Pedro Pereira, Carlos, Formoso, Rafael Silva (Tigas, 80 min), Rafael Barreiros, Benjamim, João Soares (Eduardo, 87 min), Rafael Marques, Rodrigo (60 min), Bié.
Suplentes não utilizados: Fábio, Gonçalo Sousa, Luis Lopes, Tiago.
Treinador: Lage.
Oliveira Frades: Viegas, Ricardo, Bruno, Zé Carlos, Ângelo, Paulo Moniz (João, 56 min), Francisco (Bená, 88 min), Pedro Daniel (Miguel, 83 min), Henrique, Lucas, Pedro Rodrigues.
Suplentes não utilizados: Paraiso, Pedro Sequeiro, Vicente, e Jardel.
Treinador: Adriano.
Cartão amarelo:
Académico Viseu: Rafael Barreiros (55 min), Micoli (75 min)
Oliveira Frades: Pedro Daniel (53 min), Bena (89 min), Angelo (90+ 3 min)
Árbitro: João Casegas, Auxiliares: João Costa e Jorge Rei.
video

Este é o jogo que decide um Campeonato. Os dois primeiros classificados jogam entre si e uma vitória dará o título e consequente acesso aos nacionais à equipa. Desta forma o jogo promete fortes emoções e que leva a que o estádio tenha uma boa assistência.
As equipas procuram assumir o dominio inicial da partida, cabendo ao Oliveira de Frades a maior percentagem de posse de bola.
Aos 10 minutos nota-se alguma ansiedade nos jogadores academistas que os leva a ter alguns passes errados. Por parte dos forasteiros estão a conseguir ter melhor futebol e sempre mais perto da baliza de Elísio.
Aos 15 minutos lançamento longo a solicitar Rafael Silva que em boa posição remata sem a melhor direcção. No minuto seguinte Rafael Silva solicita Benjamim que centra atrasado para Bié rematar e obrigar Viegas a uma primeira boa defesa.
No canto Formoso ao segundo poste não consegue o melhor cabeceamento.
Aos 17 minutos é Henrique a aparecer em boa posição a rematar para defesa atenta de Elísio.
O marcador é inaugurado aos 19 minutos numa jogada bem guizada pela equipa forasteira com Paulo Moniz a responder a um bom cruzamento.

A resposta academista dá-se aos 25 com Benjamim bem solicitado por Pedro Pereira a rematar para boa defesa de Viegas.
No minuto seguinte é João Soares a rematar enrolado vendo a bola passar perto da baliza oliveirense.
Aos 28 minutos a equipa do Oliveira Frades fica muito perto de golo quando Henrique remata bem levando a bola a rasar a barra da baliza academista.
Aos 31 minutos Pedro Rodrigues aparece em boa posição a rematar valendo o corte providencial da defensiva academista a evitar o segundo golo da equipa forasteira.
O empate acaba por ser restabelecido aos 33 minutos quando Benjamim aparece bem a entrar na área e perante Viegas faz o melhor remate.
Aos 35 minutos jogada de contra-ataque com Rodrigo a rematar à barra da baliza oliveirense.
Lance polémico na área academista com os adeptos forasteiros a pedirem alegada mão de Formoso. Em cima do lance o árbitro manda seguir o mesmo.
Aos 41 minutos é a vez de Lucas rematar para defesa fácil de Elísio.
A reviravolta dá-se aos 46 minutos com Rafael Silva a ser bem desmarcado vencendo a oposição do seu oponente e perante Viegas faz o golo para gáudio dos academistas.
Chega-se ao intervalo com uma vitória parcial dos academistas que souberam reagir da melhor forma ao golo sofrido e a partir desse momento entraram no jogo e isso permitiu-lhes chegar ao intervalo na frente do marcador.
Inicio da segunda parte com os academistas na frente do marcador.
Aos 48 minutos desmarcação de Benjamim para João Soares aparecer em boa posição a rematar para defesa de Viegas.
Melhor entrada dos academistas nesta segunda parte mostrando maior frieza.
Aos 57 minutos cruzamento para Lucas em boa posição rematar muito por alto. Cinco minutos que grande desperdício dos academistas com Micoli a conseguir subir bem na sua ala e centrar para João Soares isolado e de baliza aberta não consegue o melhor remate quando já se gritava golo.
O Oliveira Frades procura reagir e tentar o empate que lhes permita alimentar as esperanças de subida. Jogo com menor qualidade e a um ritmo mais lento.
Aos 72 minutos boa jogada de entendimento entre Micoli e Rafael Silva com o remate a não ser o melhor. Na resposta Lucas é bem desmarcado mas Formoso consegue o corte providencial.
Três minutos depois no seguimento de um livre marcado por Francisco, Elísio brilha com um voo a negar o golo ao jogador oliveirense.
O jogo aproximava-se do seu término sem que a equipa do Oliveira de Frades conseguisse importunar os academistas e desta forma os locais acabam por vencer o jogo e conquistar o título que lhes dá igualmente acesso aos Nacionais deste escalão.

Outros resultados:
Sampedrense - Lusitano Vildemoinhos 1:2
Sátão - Molelos :

Sem comentários: